top of page
  • logo zap branca
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • reservas bem bahia
  • email
Marca Rede Bem Bahia Hotéis.png
logo site branco.png
001 - logo 2022 - hotel porto dourado BRANCO.png
Whatsapp Rede Bem Bahia
  • Foto do escritorFamília viajante

Dicionário e Dialetos Baianos: Uma Herança Linguística que Perdura por Gerações

Atualizado: 10 de out. de 2023

A Bahia, conhecida por sua rica cultura e influência afro-brasileira, abriga um tesouro linguístico único: o dicionário e os dialetos baianos. Essa herança linguística tem atravessado gerações, preservando termos e expressões que refletem a história, a diversidade e a identidade desse estado.


O dicionário baiano é repleto de palavras e expressões que muitas vezes têm origens históricas, culturais e regionais profundas. A influência afro-brasileira é particularmente evidente, com termos de origem africana misturados ao português, criando uma fusão linguística única. Além disso, a mistura de culturas indígenas, europeias e africanas na Bahia contribuiu para a formação desse vocabulário singular.


Os dialetos baianos, por sua vez, representam variações regionais dentro do próprio estado. Diferentes áreas da Bahia podem ter maneiras específicas de pronunciar palavras, construir frases e até mesmo inventar novos termos. Essas variações dialetais são reflexos da diversidade geográfica e cultural da região, enriquecendo ainda mais o panorama linguístico local.


Um exemplo icônico desse dicionário e dialetos é o uso da palavra "axé". Originada do iorubá, essa palavra carrega consigo significados que vão além do linguístico, incorporando aspectos espirituais e culturais da religião afro-brasileira, como o candomblé. O uso do "axé" ilustra como a linguagem na Bahia transcende o simples ato de comunicação, tornando-se um veículo para transmitir tradições, crenças e identidade.


Apesar das transformações linguísticas que ocorrem ao longo do tempo, o dicionário e os dialetos baianos têm se mantido resilientes. Isso se deve, em parte, à forte ligação entre linguagem e cultura. Com o passar das gerações, muitas pessoas continuam a usar essas palavras e expressões como uma forma de manter viva a memória coletiva da Bahia e honrar suas raízes.


Em um mundo cada vez mais globalizado, é essencial valorizar e preservar as heranças linguísticas locais. O dicionário e os dialetos baianos não são apenas formas de comunicação, mas também ferramentas para entender a história, a evolução e a riqueza cultural desse estado. Ao reconhecer a importância desses elementos linguísticos, contribuímos para a manutenção da diversidade cultural que faz da Bahia um lugar tão único e especial.


Dicionário Baiano da Alegria: Falando Como um Verdadeiro Bahiano nos Hotéis Bem Bahia!


Ôxe, meu rei, seja bem-vindo à nossa terra cheia de axé e alegria! Aqui na Bahia, a gente fala com um tempero todo especial, então segura a peteca e vem comigo nesse tour pelo dicionário e dialetos baianos pra você se enturmar de uma vez!


Quando chegar na Bahia, já chega mandando um "Ôxe, que bom que você veio!", que é tipo um "Uau, que legal que você veio!". É isso mesmo, a gente adora um papo espontâneo e descontraído, então pega a visão e bora nessa aventura linguística!


Pra começar, "massa" é o termo chave. Aqui é tudo massa, ou seja, é legal, é top! Se quiser causar, já solta um "bora" com aquela pegada de "vamos sim" e você já tá no clima baiano.


Agora, se a parada tá complicada, pode dizer que tá "barril", tá meio tenso. E se tá pior ainda, tá "barril dobrado", daí a coisa tá muito tensa mesmo! Mas não se preocupa, a gente dá um jeito!


Aqui a gente usa uns "Oxe" e "Oxente" pra dar um tempero. "Oxe", que é tipo um "como assim?" misturado com "uau", e "Oxente", que é espanto com surpresa. Ah, e não esquece do famoso "EITA", que é aquele choque, aquela reação quando vê algo inacreditável!


Se quiser chamar a atenção, manda um "se ligue", que é tipo "presta atenção, meu chapa, não dá bobeira!". E se quiser se mandar, é só falar "se pique", mete o pé, dá o fora!


Na hora de se hidratar, nada de complicação: é só dizer que vai "comer água", ou seja, beber uns líquidos e relaxar. Agora, se quiser dar um fora educado, é só soltar um "Lá ele", que é tipo "eu não" ou "Deus me livre"!


Se alguém tentar te enganar, já solta um "crocodilagem", que é tipo "rapaz, é melhor ficar esperto, que tem gente querendo te enrolar". E se alguém disser que não vale a pena se preocupar, é só responder com um "éniuma", tipo "deixa estar que uma hora a verdade aparece!".


Ah, e tem sempre alguém querendo ganhar, né? Aquele amigo pidão é a "boca de me dê", só quer saber de ganhar, não é mesmo?


Pra concordar, solta um "vú", que é como dizer "viu", e se tiver tudo certo, é só falar "viu", que é um "OK" bem baiano!


Mas se quiser marcar um futebol, é só chamar pra "bater um baba". E se alguém contar uma história estranha, já suspeita de "migué", que é uma mentirinha, viu?


E se alguém arrasar, é só soltar um "brocou", que é tipo "mandou muito bem"! Ah, e se quiser sair correndo, é só falar "parta a mil"!


Mas ó paí, ó! Não dá pra resumir tudo de uma vez! Esse dicionário é mais longo que o Carnaval! Mas bora continuar depois, tá massa?


Aproveita a estada nos Hotéis Bem Bahia e vê só como é que a gente se comunica com alegria e humor. Aqui, a língua é parte da festa e da cultura, então se joga nesse clima e solta um "axé" no meio da conversa!

A Bahia, um lugar rico em cultura, tradição e história, também possui uma linguagem própria que perdura há anos. No coração do Nordeste brasileiro, as palavras e expressões únicas têm o poder de trazer alegria, humor e autenticidade a cada conversa. Neste dicionário, você encontrará um verdadeiro tesouro linguístico, repleto de termos que fazem parte do dialeto baiano, transmitindo não apenas significados, mas também a essência vibrante dessa região.


  • Abeia: Aqui.

  • Abebinha: Bebida alcoólica

  • Abeia: Aqui

  • Acaipora: Muito surpreso

  • Ação: Festa, agito

  • Acatar: Concordar, aceitar

  • Acuendar: Envergonhar, acanhar

  • Agourar: Prever algo ruim

  • Água de salsicha: Refrigerante

  • Água no chopp: Estragar a diversão

  • Alambrado: Cerca

  • Além da conta: Demais, exagerado

  • Alemão: Pessoa loira

  • Ameaçado: Cansado, esgotado

  • Amerengado: Aborrecido, chateado

  • Amolado: Chateado, irritado

  • Amolar: Aborrecer, irritar

  • Andar na linha: Comportar-se bem

  • Andar no vacilo: Errar, vacilar

  • Apertado: Sem dinheiro

  • Apertar o cinto: Economizar

  • Apontar: Denunciar, dedurar

  • Arretado: Incrível, ótimo

  • Arroz de festa: Pessoa que adora festas

  • Atraque: Confusão, briga

  • Atravessado: Zangado, irritado

  • Atravessar o sinal: Passar dos limites

  • Ave Maria: Expressão de surpresa

  • Azeitado: Bêbado

  • Azucrinar: Perturbar, irritar

  • Babado: Fofoca, história

  • Bagunçar: Desorganizar

  • Bahia: Estado nordestino brasileiro

  • Baita: Muito, grande

  • Baixar o santo: Ficar bravo

  • Balaio de gato: Confusão, bagunça

  • Barato: Coisa boa, legal

  • Barra: Dificuldade

  • Barril dobrado: Muito tenso

  • Barril: Tenso

  • Beleza: Tudo bem, entendido

  • Besteira: Bobagem, tolice

  • Bicho de sete cabeças: Situação difícil

  • Bicho: Pessoa

  • Bico: Trabalho temporário

  • Birra: Teimosia

  • Biscate: Mulher galinha

  • Biscoito: Bolacha

  • Bobagem: Besteira

  • Boca de me dê: Pessoa pidona

  • Bocó: Pessoa ingênua

  • Bolado: Chateado, bravo

  • Bora: Vamos sim

  • Botar banca: Fingir ser superior

  • Botar fé: Acreditar

  • Botar pra fudê: Arrasar

  • Botar pra quebrar: Arrasar

  • Brocou: Mandou muito bem

  • Broto: Namorada

  • Bucha: Problema, confusão

  • Bunda mole: Pessoa preguiçosa

  • Cabaré: Bagunça, confusão

  • Cacetinho: Pão francês

  • Cafona: Sem estilo, antiquado

  • Cagar de sede: Beber água com vontade

  • Cair a ficha: Entender algo

  • Cair fora: Sair de uma situação

  • Cair na gandaia: Ir para a farra

  • Cair o pano: Acabar

  • Cair para trás: Surpreender

  • Calado: Discreto, quieto

  • Calmaí: Expressão para acalmar

  • Camarada: Amigo

  • Camarão: Pessoa alérgica

  • Cambada: Grupo de pessoas

  • Cambito: Perna fina

  • Camisa de força: Algo muito apertado

  • Cangaço: Bagunça, confusão

  • Capado: Muito cansado

  • Cara de paisagem: Fingir que não ouviu

  • Caraca: Expressão de surpresa

  • Caranguejo: Pessoa que anda devagar

  • Carimbar: Confirmar

  • Carnaval: Festa típica

  • Carrão: Carro grande e bonito

  • Carraspana: Bebedeira

  • Carro de boi: Pessoa lenta

  • Carteirada: Abusar de autoridade

  • Casinha de cachorro: Lugar apertado

  • Catiguria na banguela: Muita habilidade mesmo sem esforço

  • Catiguria: Muita habilidade

  • Catinga: Mau cheiro

  • Cérebro de ostra: Pessoa burra

  • Cerveja amanteigada: Cerveja quente

  • Chato pra chuchu: Muito chato

  • Chegada: Pessoa que finge ser o que não é

  • Chibata: Cansado, acabado

  • Chifre: Traição amorosa

  • Chinelagem: Coisa ruim, tosca

  • Chinelão: Chinelo grande

  • Chorar as pitangas: Chorar muito

  • Chuchu: Coisa sem graça

  • Ciscar: Procurar

  • Cocada: Problema, confusão

  • Coisado: Bobo, tolo

  • Colarinho branco: Homem infiel

  • Com a corda toda: Animado

  • Com a macaca: Brigar

  • Com a mão na roda: Fácil, conveniente

  • Com a mão no bolso: Economizando

  • Com a pulga atrás da orelha: Desconfiado

  • Com a pulga no corpo: Muito irritado

  • Com o rei na barriga: Arrogante

  • Com o rei na barriga: Convencido

  • Com o saco cheio: Cansado

  • Com os burros n'água: Enganado

  • Com uma mão na frente e outra atrás: Sem dinheiro

  • Começa com C: Carência

  • Comer a vermelha: Passar pelo sinal vermelho

  • Comer capim pela raiz: Morrer

  • Comer gilete: Passar por dificuldades

  • Comer grama pela raiz: Morrer

  • Comer o pão que o diabo amassou: Passar por dificuldades

  • Comer o pão que o diabo amassou: Passar por dificuldades

  • Comer uma fada: Estar apaixonado

  • Comer uma galinha crua: Passar por dificuldades

  • Comigo é na base do beijo: Falar com carinho

  • Como é que é: O que você disse?

  • Como noia em boca de égua: Desconfiado

  • Como peixe na água: À vontade

  • Comprar o pão: Esmurrar

  • Confusão: Bagunça, tumulto

  • Coquinho: Cabeça

  • Coração mole: Sensível, emotivo

  • Correr atrás do prejuízo: Tentar recuperar

  • Correr atrás: Correr atrás do prejuízo

  • Correr o bicho pegar: Fugir

  • Correr o bicho: Correr o risco

  • Correr o bicho: Fugir

  • Correr o bicho: Fugir, escapar

  • Correr o risco: Se arriscar

  • Correr perigo: Estar em perigo

  • Correr risco: Arriscar-se

  • Correr sério risco: Correr perigo

  • Correr um risco: Se arriscar

  • Correria dos dias: Dia a dia corrido

  • Correria: Confusão, tumulto

  • Corrida de cavalo: Barulho

  • Corrida: Tumulto, bagunça

  • Cortar caminho: Fazer algo mais fácil

  • Cortar o barato: Parar com a diversão

  • Cortar o dobrado: Passar por dificuldades

  • Corujar: Cuidar

  • Costas quentes: Proteção

  • Costura: Golpe, trapaça

  • Cravado: Com muita fome

  • Crente: Pessoa religiosa

  • Criminoso: Muito perigoso

  • Crioulo mudo: Pessoa muda

  • Crioulo: Pessoa de pele negra

  • Crocodilo: Pessoa fingida

  • Cruzes credo: Expressão de susto

  • Cumprir o que promete: Ser honesto

  • Cutucar a onça com vara curta: Provocar alguém

  • Dá mole: Está fácil

  • Dá no mesmo: Tanto faz

  • Danado: Incrível, maravilhoso

  • Dar a luz verde: Autorizar algo

  • Dar bolo: Faltar a compromisso

  • Dar com a língua nos dentes: Contar um segredo

  • Dar com os burros n'água: Fracassar

  • Dar com os burros n'água: Não ter sucesso

  • Dar conta do recado: Cumprir o que foi pedido

  • Dar de ombros: Não se importar

  • Dar o cano: Faltar a um compromisso

  • Dar o maior fora: Fazer um gesto obsceno

  • Dar o maior fora: Ignorar alguém

  • Dar o maior fora: Não dar atenção

  • Dar um duro: Trabalhar muito

  • Dar um perdido: Sumir

  • Dar um tempo: Pausar o relacionamento

  • Dar um tempo: Terminar o relacionamento temporariamente

  • Dar um tiro no escuro: Arriscar-se sem saber

  • Dar um tiro: Tomar um chope

  • Dar uma banana: Fazer um gesto obsceno

  • Dar uma canja: Fazer algo fácil

  • Dar uma de João sem braço: Fingir que não sabe

  • Dar uma de José faiscador: Fingir que não sabe

  • Dar uma mãozinha: Ajudar

  • Dar uma olhada: Ver

  • Dar uma queixa: Fazer uma reclamação

  • Dar uma surra: Vencer facilmente

  • Dar uma zoada: Fazer uma brincadeira

  • De barro: Incrível, maravilhoso

  • De boa: Tranquilo

  • De bobeira: Sem fazer nada

  • De cara: Logo de início

  • De longe: Muito

  • De madrugada: Muito tarde

  • De noite: Muito tarde

  • Deixar a desejar: Não atender as expectativas

  • Deixar na mão: Abandonar, não ajudar

  • Deixar na saudade: Ignorar

  • Deixar no vácuo: Ignorar

  • Deixar plantado: Faltar a um compromisso

  • Deixar plantado: Faltar a um encontro

  • Deixar pra lá: Desistir

  • Deixar quente: Brigar

  • Deixar um bom sinal: Avisar bem

  • Dentro de casa: No trabalho

  • Depois da curva: Mais tarde

  • Depois das cinco: Mais tarde

  • Depois das seis: Mais tarde

  • Desarranjo: Diarreia

  • Descascar o abacaxi: Resolver um problema difícil

  • Descer a lenha: Reclamar

  • Descer a ripa: Reclamar

  • Descer a ripa: Reclamar

  • Descer a trolha: Brigar

  • Descer o cacete: Brigar

  • Descer o nível: Piorar

  • Descer o porrete: Brigar

  • Descer o relho: Castigar

  • Descer o relho: Reclamar

  • Descer o sarrafo: Reclamar

  • Descer o sarrafo: Reclamar

  • Desconfiar: Não acreditar

  • Desenhar: Demonstrar

  • Desfalque: Roubo, desvio de dinheiro

  • Desfilar: Ficar bonito

  • Desgosto: Tristeza

  • Desgraça pouca é bobagem: Quando algo ruim acontece

  • Desligar o telefone na cara: Desprezar

  • Deu uma onda: Ficou com raiva

  • Deu zebra: Não deu certo

  • Deus me livre: Expressão de repúdio

  • Dia sim, dia não: Com frequência

  • Diabo a quatro: Muita coisa

  • Diabo que te carregue: Expressão de raiva

  • Dirigir igual a uma barata tonta: Dirigir sem rumo

  • Do arco da velha: Incrível, maravilhoso

  • Do cão: Muito ruim

  • Do caralho: Incrível, maravilhoso

  • Dois pra lá, dois pra cá: Troca de acusações

  • Dor de cotovelo: Inveja

  • Dormir à noite: Ter relações sexuais

  • Dormir com o inimigo: Conviver com alguém indesejado

  • Dormir com o rei na barriga: Convencido

  • Dormir como um anjo: Dormir bem

  • Dormir como um bebê: Dormir bem

  • Dormir como um tronco: Dormir profundamente

  • Dormir como uma pedra: Dormir profundamente

  • Dormir de conchinha: Dormir abraçado

  • Dormir de touca: Perder uma chance

  • Dormir de touca: Perder uma oportunidade

  • Dormir feito uma pedra: Dormir profundamente

  • Dormir juntos: Ter relações sexuais

  • Dormir no ponto: Perder uma oportunidade

  • Dormir no ponto: Perder uma oportunidade

  • Dormir o sono dos justos: Dormir profundamente

  • Dormir um sono pesado: Dormir profundamente

  • Doze em ponto: Na hora certa

  • Dureza: Dificuldade

  • É brincadeira: Expressão de incredulidade

  • É de lascar: É difícil

  • É furada: Não vale a pena

  • É mole?: É fácil?

  • É nóis: Estamos juntos

  • É pão pão, queijo queijo: Dizer a verdade

  • É pau, é pedra: É difícil

  • É pra já: Vou fazer agora

  • É puxado: É difícil

  • É só o pó: Está muito cansado

  • É tudo farinha do mesmo saco: São todos iguais

  • É um abacaxi: É um problema difícil

  • É um porre: É chato

  • Égua: Expressão de surpresa

  • Eita: Expressão de surpresa

  • Elefante branco: Coisa inútil

  • Em cima do laço: Na hora certa

  • Em cima do muro: Não tomar partido

  • Em coma: Muito cansado

  • Em fim de feira: Coisas velhas, desgastadas

  • Em pé de guerra: Brigando

  • Em pé de vento: Com raiva

  • Em ritmo de festa: Animado

  • Enfiar o pé na jaca: Exagerar na bebida

  • Enfiar o pé na lama: Fazer algo errado

  • Engolir a seco: Engolir o orgulho

  • Engolir o choro: Engolir o orgulho

  • Enrolar o pano: Mentir

  • Entender do riscado: Entender do assunto

  • Entrar de sola: Se envolver profundamente

  • Entrar pelo cano: Perder dinheiro

  • Entrar pelo cano: Ter prejuízo

  • Enxugar o gelo: Fazer algo inútil

  • Epa, epa, epa: Expressão de surpresa

  • Errou na mão: Brigar

  • Esquecer do mundo: Relaxar

  • Esquecer o mundo: Relaxar

  • Estar com a bola toda: Estar se achando

  • Estar com a faca e o queijo na mão: Ter vantagem

  • Estar com a macaca: Estar irritado

  • Estar com a mão na massa: Estar trabalhando

  • Estar com a pulga atrás da orelha: Estar desconfiado

  • Estar com a pulga no corpo: Estar irritado

  • Estar com a vida ganha: Não precisar se esforçar

  • Estar com a vida ganha: Ter dinheiro

  • Estar com o barato alto: Estar sob efeito de drogas

  • Estar com o coração nas mãos: Estar nervoso

  • Estar com o pé atrás: Desconfiar

  • Estar com o rei na barriga: Estar convencido

  • Estar com o rei na barriga: Estar convencido

  • Estar com o saco cheio: Estar cansado

  • Estar com os burros n'água: Estar em apuros

  • Estar com tudo: Estar bem

  • Estar de boa: Estar tranquilo

  • Estar de cabelo em pé: Estar assustado

  • Estar de coração aberto: Estar disposto a amar

  • Estar de mão abanando: Estar sem nada

  • Estar de mão beijada: Estar com vantagem

  • Estar de nariz empinado: Estar se achando

  • Estar de olho grande: Ter inveja

  • Estar de olho: Vigiar

  • Estar de pés juntos: Estar morto

  • Estar de queixo caído: Ficar surpreso

  • Estar de ressaca: Ter ressaca

  • Estar de saco cheio: Estar cansado

  • Estar de sobreaviso: Estar alerta

  • Estar de stand by: Estar em espera

  • Estar de teto alto: Estar com a autoestima elevada

  • Estar de teto baixo: Estar com a autoestima baixa

  • Estar de vento em popa: Estar indo bem

  • Estar em maus lençóis: Estar em apuros

  • Estar fadado ao fracasso: Estar destinado ao fracasso

  • Estar fadado ao fracasso: Estar destinado ao insucesso

  • Estar fadado ao insucesso: Estar destinado ao fracasso

  • Estar fadado ao insucesso: Estar destinado ao insucesso

  • Estar fora do ar: Estar desligado

  • Estar frio: Estar indiferente

  • Estar na aba: Estar sob proteção

  • Estar na boca do forno: Estar quase pronto

  • Estar na boca do sapo: Ser o assunto da vez

  • Estar na contramão: Fazer algo errado

  • Estar na espreita: Estar observando

  • Estar na fila do pão: Esperar a vez

  • Estar na hora da morte: Estar no fim da vida

  • Estar na luta: Estar batalhando

  • Estar na mão: Estar sob controle

  • Estar na merda: Estar em apuros

  • Estar na mesma: Concordar

  • Estar na pista: Estar disponível

  • Estar na rua da amargura: Estar em situação difícil

  • Estar nas mãos de Deus: Não ter controle sobre algo

  • Estar nas nuvens: Estar distraí

  • Estar no bico do corvo: Estar longe

  • Estar no cheiro: Estar próximo

  • Estar no colo: Estar em vantagem

  • Estar no fundo do poço: Estar em situação difícil

  • Estar no mato sem cachorro: Estar em apuros

  • Estar no meio do fogo cruzado: Estar no meio de uma briga

  • Estar no mesmo barco: Estar na mesma situação

  • Estar no ponto: Estar pronto

  • Estar no prego: Estar desempregado

  • Estar no sal: Estar em apuros

  • Estar no sapatinho: Estar devagar

  • Estar no vácuo: Ser ignorado

  • Estar no veneno: Estar com raiva

  • Estar no zero a zero: Estar empatado

  • Estar por dentro: Estar bem informado

  • Estar por fora: Não estar informado

  • Estar por um fio: Estar em risco

  • Estar por um fio: Estar em risco

  • Estar por um triz: Estar prestes a acontecer

  • Estar quebrado: Estar sem dinheiro

  • Estar queimado: Estar desacreditado

  • Estar quente: Estar com raiva

  • Estar quente: Estar com raiva

  • Estar rachando de frio: Estar fazendo muito frio

  • Estar rachando: Estar fazendo muito frio

  • Estar se achando: Estar convencido

  • Estar sem cabeça: Estar distraído

  • Estar sem eira nem beira: Estar sem dinheiro

  • Estar sem grana: Estar sem dinheiro

  • Estar sem pé nem cabeça: Não ter lógica

  • Estar sem teto: Estar desabrigado

  • Estar sem um tostão furado: Estar sem dinheiro

  • Estar sem vintém: Estar sem dinheiro

  • Estar sintonizado: Estar entendendo

  • Estar suando frio: Estar nervoso

  • Estar uma fera: Estar com raiva

  • Estar uma fera: Estar com raiva

  • Estar verde: Estar inexperiente

  • Estar zonzo: Estar tonto

  • Estar/andar na batalha: Brigar

  • Estar/andar na boca do povo: Ser o assunto da vez

  • Estar/andar na pindaíba: Estar em situação difícil

  • Estar/andar no azul: Estar bem financeiramente

  • Estar/andar no olho da rua: Estar desempregado

  • Estar/andar no vermelho: Estar endividado

  • Esticar a corda: Testar os limites

  • Estrada de chão: Terra batida

  • Eu não sou cachorro não: Não aceitar humilhação

  • Eu que não: De jeito nenhum

  • Eu te amo: Expressão de amor

  • Eu, hein?: Expressão de espanto ou descrença

  • Falar pelos cotovelos: Falar muito

  • Fazer a cabeça: Convencer alguém

  • Fazer a feira: Fazer compras no mercado

  • Fazer a festa: Aproveitar

  • Fazer a ponte: Marcar um encontro

  • Fazer a vaquinha: Juntar dinheiro

  • Fazer alarde: Exagerar

  • Fazer barulho: Chamar a atenção

  • Fazer bonito: Fazer bem feito

  • Fazer cera: Demorar

  • Fazer charme: Seduzir

  • Fazer de conta: Simular

  • Fazer farinha: Sair correndo

  • Fazer frio: Estar fazendo frio

  • Fazer hora: Passar o tempo

  • Fazer na unha: Fazer manualmente

  • Fazer o jogo de alguém: Fazer o que alguém quer

  • Fazer o jogo: Manipular

  • Fazer o pé de meia: Economizar dinheiro

  • Fazer o quê?: Aceitar a situação

  • Fazer o sinal da cruz: Rezar

  • Fazer olho gordo: Ter inveja

  • Fazer parte do roteiro: Estar planejado

  • Fazer parte: Pertencer a um grupo

  • Fazer sala: Receber alguém

  • Fazer sapo: Ignorar

  • Fazer um estrago: Fazer algo muito bem

  • Fazer vista grossa: Ignorar

  • Fazer-se de desentendido: Fingir não entender

  • Fazer-se de louco: Fingir não saber

  • Fazer-se de morto: Fingir que está tudo bem

  • Fazer-se de rogado: Fingir que não quer

  • Fazer-se de sonso: Fingir que não sabe

  • Fazer-se de surdo: Fingir não ouvir

  • Ficar a ver navios: Ficar esperando em vão

  • Ficar com a pulga atrás da orelha: Ficar desconfiado

  • Ficar com o pé atrás: Desconfiar

  • Ficar com um pé atrás: Desconfiar

  • Ficar de boa: Ficar tranquilo

  • Ficar de boca aberta: Ficar surpreso

  • Ficar de bode: Ficar com raiva

  • Ficar de castigo: Ser punido

  • Ficar de mal: Brigar

  • Ficar de mãos atadas: Não poder agir

  • Ficar de mi-mi-mi: Ficar reclamando

  • Ficar de olho: Observar

  • Ficar de saco cheio: Ficar cansado

  • Ficar de sobreaviso: Ficar alerta

  • Ficar de tocaia: Observar escondido

  • Ficar na bronca: Ficar com raiva

  • Ficar na geladeira: Ser ignorado

  • Ficar na mão: Depender de alguém

  • Ficar na miúda: Ficar quieto

  • Ficar na sua:

  • Ficar no meio do caminho: Encontrar dificuldades

  • Ficar no prego: Ficar desempregado

  • Ficar no vácuo: Ser ignorado

  • Ficar no zero a zero: Empatar

  • Ficar por um fio: Estar em risco

  • Ficar pra depois: Adiar

  • Ficar pra titia: Não conseguir um relacionamento sério

  • Ficar pro sapato: Beber até cair

  • Ficar sem chão: Ficar surpreso

  • Ficar sem graça: Ficar constrangido

  • Ficar sem um tostão furado: Ficar sem dinheiro

  • Ficar suando frio: Ficar nervoso

  • Ficar uma fera: Ficar com raiva

  • Ficar verde de inveja: Ficar com inveja

  • Ficar verde de raiva: Ficar com raiva

  • Ficar verde: Ficar com inveja

  • Fingir de morto: Fingir que não sabe

  • Fingir que não ouviu: Ignorar

  • Fingir que não sabe: Fingir que não viu

  • Fingir que não vê: Ignorar

  • Fingir que não viu: Ignorar

  • Fio da meada: Começo

  • Foi feita a cama, agora deite-se: Não adianta reclamar

  • Foi mals: Foi mal

  • Foi um parto: Foi difícil

  • Foi um prazer: Adeus

  • Foi uma beleza: Foi bom

  • Fora de forma: Fora de preparo físico

  • Fora de moda: Antiquado

  • Fora de órbita: Doido

  • Fora de série: Excelente

  • Fora de si: Muito bravo

  • Fora de uso: Não utilizado

  • Fora do ar: Desligado

  • Fora do mercado: Não mais procurado

  • Fora do sério: Muito bravo

  • Fora dos eixos: Doido

  • Fora dos padrões: Diferente

  • Fraco de cabeça: Burro

  • Frescura: Exagero

  • Frio como gelo: Indiferente

  • Frio na espinha: Medo

  • Fritar a paciência: Irritar

  • Fruta do conde: Fruta cobiçada

  • Fruta pro bico: Algo adequado

  • Gado demais, pasto de menos: Excesso de algo

  • Gagueira infantil: Mentira

  • Gaia: Traição

  • Gaiato: Brincalhão

  • Garganta profunda: Pessoa que sabe muito

  • Gastar a vela com o defunto errado: Gastar energia com quem não merece

  • Gato escaldado tem medo de água fria: Quem já sofreu não quer sofrer de novo

  • Gato pingado: Poucas pessoas

  • Gelo e limão: Cerveja

  • Gentileza gera gentileza: Ser educado é importante

  • Girar a baiana: Ficar nervoso

  • Girar a roda: Fazer programa de auditório

  • Giro de notícias: Breve resumo

  • Giroflex: Luz de viatura

  • Goma de mascar: Chiclete

  • Grampear o telefone: Escutar conversas alheias

  • Guarda-roupa: Armário de roupas

  • Guarda-sol: Umbrella

  • Haja coração: Precisa de emoção

  • Haja estômago: Precisa de coragem

  • Haja o que hajar: Aconteça o que acontecer

  • Haja paciência: Precisa de paciência

  • Haja vista: Considerando

  • Hora da verdade: Momento da revelação

  • Hora do rush: Horário de tráfego intenso

  • Hora extra: Trabalho além do expediente

  • Horário de Brasília: Fuso horário de Brasília

  • Ideia fixa: Obsessão

  • Ir ao banheiro: Usar o banheiro

  • Ir às nuvens: Ficar distraído

  • Ir com a cara: Gostar

  • Ir com o pé direito: Começar bem

  • Ir de mala e cuia: Ir completamente

  • Ir de mãos a abanar: Não conseguir nada

  • Ir de mãos vazias: Não conseguir nada

  • Ir de vento em popa: Ir bem

  • Ir de vento em popa: Ir bem

  • Ir para o beleléu: Desaparecer

  • Ir para o beleléu: Desaparecer

  • Ir para o brejo: Ir mal

  • Ir para o brejo: Ir mal

  • Ir pelos ares: Explodir

  • Ir pelos ares: Explodir

  • Ir pelos ares: Explodir

  • Ir-se embora de mala e cuia: Partir completamente

  • Ir-se embora: Partir

  • Isso é chover no molhado: É óbvio

  • Isso não tem nada a ver: Não faz sentido

  • Já era: Já passou

  • Já foi?: Já foi resolvido?

  • Já teve a sua cota: Já fez o suficiente

  • Jabá: Propina

  • Jogar a toalha: Desistir

  • Jogar água no chope: Estragar o clima

  • Jogar as cartas na mesa: Ser sincero

  • Jogar conversa fora: Conversar sobre assuntos triviais

  • Jogar duro: Ser inflexível

  • Jogar limpo: Ser honesto

  • Jogar no lixo: Desprezar

  • Jogar para debaixo do tapete: Esconder um problema

  • Jogar pra escanteio: Ignorar

  • Jogar verde para colher maduro: Fazer perguntas indiretas

  • Jogo de cintura: Flexibilidade

  • Jurar de joelhos: Jurar com convicção

  • Jurar de pé junto: Jurar com convicção

  • Lá do alto: Do alto

  • Lá e cá: Discussão

  • Lágrimas de crocodilo: Choro falso

  • Largar a mão de algo: Desistir

  • Largar o osso: Desistir

  • Largar um filhote: Dar à luz

  • Lavar roupa suja: Discutir problemas pessoais

  • Leão de chácara: Segurança

  • Leite de pedra: Impossível

  • Lero-lero: Conversa sem sentido

  • Ligar os pontos: Entender a situação

  • Ligar para alguém: Telefonar

  • Lixão: Lugar de depósito de lixo

  • Lixar a unha: Ficar à toa

  • Louco varrido: Maluco

  • Lua de mel: Viagem de recém-casados

  • Luz de velas: Iluminação com velas

  • Má fé: Intenção ruim

  • Mala direta: Publicidade

  • Mala sem alça: Chato

  • Mandar alguém tomar naquele lugar: Mandar alguém embora

  • Mandar às favas: Mandar embora

  • Mandar às favas: Mandar embora

  • Mandar bala: Atirar

  • Mandar para o espaço: Ignorar

  • Mandar pro beleléu: Mandar embora

  • Mandar pro espaço: Ignorar

  • Mandar um e-mail: Enviar um e-mail

  • Mandar ver: Fazer com habilidade

  • Mangar da cara de alguém: Zombar

  • Mania de perseguição: Sensação de ser perseguido

  • Mar de rosas: Tudo está indo bem

  • Maracujá: Pessoa tranquila

  • Maria-vai-com-as-outras: Seguir o grupo

  • Marido de aluguel: Faz-tudo

  • Marimba: Pau pequeno

  • Matar dois coelhos com uma cajadada: Resolver dois problemas de uma vez

  • Mau agouro: Sinal de má sorte

  • Mau-caráter: Pessoa desonesta

  • Mau-estar: Mal-estar

  • Me deixe em paz: Não me incomode

  • Medir forças: Competir

  • Meia dúzia: Poucas pessoas

  • Meia-boca: Mais ou menos

  • Meia-idade: Meia-vida

  • Meia-luz: Pouca luz

  • Meia-noite: Meia-noite

  • Meia-sola: Sapato consertado

  • Mergulhar de cabeça: Envolvimento total

  • Meu chapa: Meu amigo

  • Meu Deus!: Expressão de surpresa

  • Meu negócio é música: Meu interesse é música

  • Mexer os pauzinhos: Tomar providências

  • Miar na condução: Desistir

  • Mijar fora do pinico: Errar

  • Mijar na cama: Ficar com medo

  • Mil e uma utilidades: Serve para muitas coisas

  • Mimar: Agradar demais

  • Miojo: Macarrão instantâneo

  • Mirar na lua: Ter grandes objetivos

  • Moer alguém: Aborrecer alguém

  • Morder a língua: Não falar algo

  • Morder a mão que alimenta: Trair alguém que ajuda

  • Morrer à míngua: Faltar

  • Morrer à míngua: Morrer de fome

  • Morrer à míngua: Morrer de sede

  • Morrer de fome: Não conseguir nada

  • Morrer de fome: Não fazer sucesso

  • Morrer de frio: Fazer muito frio

  • Morrer de rir: Rir muito

  • Morrer de vontade: Ter muita vontade

  • Morrer na praia: Desistir no final

  • Morrer pelo pé: Ficar na fila

  • Na bronca: Bravo

  • Nada a ver: Sem sentido

  • Nada a ver: Sem sentido

  • Nadando de braçada: Se saindo bem

  • Nadando de braçada: Se saindo bem

  • Nas coxas: Feito de qualquer jeito

  • Nas coxas: Feito de qualquer jeito

  • Nem a pau: De jeito nenhum

  • Nem a pau: De jeito nenhum

  • Nem aí: Indiferente

  • Nem aí: Indiferente

  • Nem fu: De jeito nenhum

  • Nem fu: De jeito nenhum

  • Nem morto: De jeito nenhum

  • Nem morto: De jeito nenhum

  • Nervosinho: Irritado

  • Nervosinho: Irritado

  • No bico: Desempregado

  • No bico: Desempregado

  • Nó cego: Confusão

  • Nó cego: Confusão

  • Nó na cabeça: Confusão mental

  • Nó na cabeça: Confusão mental

  • Nó na garganta: Emoção

  • Nó na garganta: Emoção

  • No papo: Facinho

  • No papo: Facinho

  • No ponto: Pronto

  • No ponto: Pronto

  • No sal: Encrencado

  • No sal: Encrencado

  • No tranco: Com dificuldade

  • No tranco: Com dificuldade

  • Nóia: Pessoa desequilibrada

  • Nóia: Pessoa desequilibrada

  • Nunca nem vi: Nunca vi isso antes

  • Nunca nem vi: Nunca vi isso antes

  • Ó do borogodó: Expressão de surpresa

  • Ó do borogodó: Expressão de surpresa

  • Ora: EntãoOra: Então

  • Oxe, mainha!: Expressão de surpresa

  • Oxe, mainha!: Expressão de surpresa

  • Oxe: Expressão de surpresa

  • Oxe: Expressão de surpresa

  • Oxente, Maria!: Expressão de surpresa

  • Oxente, Maria!: Expressão de surpresa

  • Oxente: Expressão de surpresa

  • Oxente: Expressão de surpresa

  • Pagar pau: Elogiar

  • Pagar pau: Elogiar

  • Papai: Homem atraente

  • Papai: Homem atraente

  • Papelada: Documentação

  • Papelada: Documentação

  • Papinho furado: Conversa sem sentido

  • Papinho furado: Conversa sem sentido

  • Passear no parque: Morrer

  • Passear no parque: Morrer

  • Pau pra toda obra: Pessoa habilidosa

  • Pau pra toda obra: Pessoa habilidosa

  • Pau: ProblemaPau: Problema

  • Pé de cana: Alcoólatra

  • Pé de cana: Alcoólatra

  • Pé de pano: Bêbado

  • Pé de pano: Bêbado

  • Pé frio: AzaradoPé frio: Azarado

  • Pé-de-valsa: Pessoa que dança bem

  • Pé-de-valsa: Pessoa que dança bem

  • Pé-na-bunda: Término de relacionamento

  • Pé-na-bunda: Término de relacionamento

  • Pé-rapado: Sem dinheiro

  • Pé-rapado: Sem dinheiro

  • Pegar a manha: Entender

  • Pegar a manha: Entender

  • Pegar ar: Ficar irritado

  • Pegar ar: Ficar irritado

  • Pegar fogo: Ficar com raiva

  • Pegar fogo: Ficar com raiva

  • Pegar jacaré: Ficar gripado

  • Pegar jacaré: Ficar gripado

  • Pegar no breu: Ficar bravo

  • Pegar no breu: Ficar bravo

  • Pegar no pé: Insistir

  • Pegar no pé: Insistir

  • Pegar o beco: Fugir

  • Pegar o beco: Fugir

  • Pegar o bonde andando: Chegar tarde

  • Pegar o bonde andando: Chegar tarde

  • Pegar o rumo: Ir embora

  • Pegar o rumo: Ir embora

  • Pegar pesado: Trabalhar duro

  • Pegar pesado: Trabalhar duro

  • Pegar visão: Prestar atenção

  • Pegar visão: Prestar atenção

  • Pela mãe do guarda: Expressão de surpresa

  • Pela mãe do guarda: Expressão de surpresa

  • Péla saco: Pessoa chata

  • Péla saco: Pessoa chata

  • Péla saia: Pessoa chata

  • Péla saia: Pessoa chata

  • Pelada: Partida de futebol

  • Pelada: Partida de futebol

  • Pelado: Sem dinheiro

  • Pelado: Sem dinheiro

  • Pelo avesso: Totalmente errado

  • Pelo avesso: Totalmente errado

  • Pelo santo: Pelos deuses

  • Pelo santo: Pelos deuses

  • Pelourinho: Centro histórico de Salvador

  • Pelourinho: Centro histórico de Salvador

  • Peludo: Com sorte

  • Peludo: Com sorte

  • Pênalti na hora H: Perder a chance

  • Pênalti na hora H: Perder a chance

  • Pepino: Problema

  • Pepino: Problema

  • Perder o bonde: Perder a oportunidade

  • Perder o bonde: Perder a oportunidade

  • Perder o fio da meada: Esquecer o assunto

  • Perder o fio da meada: Esquecer o assunto

  • Perdido na maionese: Desorientado

  • Perdido na maionese: Desorientado

  • Perninha de anjo: Criança travessa

  • Perninha de anjo: Criança travessa

  • Perninha: Amante

  • Perninha: Amante

  • Pescar na lagoa alheia: Trair o parceiro

  • Pescar na lagoa alheia: Trair o parceiro

  • Péssimo: RuimPéssimo: Ruim

  • Pessoal do mal: Pessoas ruins

  • Pessoal do mal: Pessoas ruins

  • Peteca: Ficar com alguém

  • Peteca: Ficar com alguém

  • Pica das galáxias: Muito bom

  • Pica das galáxias: Muito bom

  • Pica-pau: Bebida alcoólica

  • Pica-pau: Bebida alcoólica

  • Piedade: Empatia

  • Piedade: Empatia

  • Pigarrear: TossirPigarrear: Tossir

  • Pingar o ponto: Não chegar ao orgasmo

  • Pingar o ponto: Não chegar ao orgasmo

  • Pinta: SortePinta: Sorte

  • Pirangueiro: Economizador

  • Pirangueiro: Economizador

  • Piranha: Mulher fácil

  • Piranha: Mulher fácil

  • Pirar: Enlouquecer

  • Pirar: Enlouquecer

  • Pisar na bola: Errar

  • Pisar na bola: Errar

  • Plantar bananeira: Fazer exercício

  • Plantar bananeira: Fazer exercício

  • Pode crer: Com certeza

  • Pode crer: Com certeza

  • Pode deixar: Pode confiar

  • Pode deixar: Pode confiar

  • Pode pá: Com certeza

  • Pode pá: Com certeza

  • Pode ser: Talvez

  • Pode ser: Talvez

  • Pôr o pé: Ir embora

  • Pôr o pé: Ir embora

  • Pôr os pingos nos is: Esclarecer

  • Pôr os pingos nos is: Esclarecer

  • Porrada: BrigaPorrada: Briga

  • Porradeira: Briga

  • Porradeira: Briga

  • Porreta: Excelente

  • Porreta: Excelente

  • Porta-bandeira: Puxa-saco

  • Porta-bandeira: Puxa-saco

  • Pra frente: Atitude positiva

  • Pra frente: Atitude positiva

  • Pracatum: Muito, muitíssimo

  • Pracatum: Muito, muitíssimo

  • Pré: AntesPré: Antes

  • Primeira linha: Excelente

  • Primeira linha: Excelente

  • Problema: Encrenca

  • Problema: Encrenca

  • Pular a cerca: Trair o parceiro

  • Pular a cerca: Trair o parceiro

  • Puxa-saco: Adulador

  • Puxa-saco: Adulador

  • Quebrada: Local, bairro

  • Quebrada: Local, bairro

  • Quebrar a banca: Exagerar

  • Quebrar a banca: Exagerar

  • Quebrar a cara: Se dar mal

  • Quebrar a cara: Se dar mal

  • Quebrar um galho: Ajudar

  • Quebrar um galho: Ajudar

  • Queixar-se: Reclamar

  • Queixar-se: Reclamar

  • Quem manda aqui sou eu: Expressão de autoridade

  • Quem manda aqui sou eu: Expressão de autoridade

  • Quente: BravoQuente: BravoQuicar: PularQuicar: Pular

  • Rabada: Pessoa que gosta de mexer em coisas alheias

  • Rabada: Pessoa que gosta de mexer em coisas alheias

  • Rachar: DividirRachar: Dividir

  • Ralação: Trabalho duro

  • Ralação: Trabalho duro

  • Ralado: Trabalhador

  • Ralado: Trabalhador

  • Ralar: TrabalharRalar: Trabalhar

  • Rasgado: Elogiado

  • Rasgado: Elogiado

  • Raspar o tacho: Comer até o fim

  • Raspar o tacho: Comer até o fim

  • Rasteiro: Traiçoeiro

  • Rasteiro: Traiçoeiro

  • Rataria: Grupo de pessoas desonestas

  • Rataria: Grupo de pessoas desonestas

  • Rato: Pessoa desonesta

  • Rato: Pessoa desonesta

  • Rebentar: Arrasar

  • Rebentar: Arrasar

  • Rebolar: DançarRebolar: Dançar

  • Receber umas bocas: Levar críticas

  • Receber umas bocas: Levar críticas

  • Redondo: CertoRedondo: CertoRegaço: EspaçoRegaço: EspaçoReggae: FestaReggae: Festa

  • Relaxar: Ficar tranquilo

  • Relaxar: Ficar tranquilo

  • Remar: Namorar

  • Remar: Namorar

  • Resenha: Conversa descontraída

  • Resenha: Conversa descontraída

  • Retado: IncrívelRetado: Incrível

  • Rir à toa: Estar feliz

  • Rir à toa: Estar feliz

  • Rir das desgraças alheias: Ser insensível

  • Rir das desgraças alheias: Ser insensível

  • Rir por último: Ter sucesso após adversidades

  • Rir por último: Ter sucesso após adversidades

  • Roda: Grupo de amigos

  • Roda: Grupo de amigos

  • Rodar a baiana: Ficar bravo

  • Rodar a baiana: Ficar bravo

  • Rolar: Acontecer

  • Rolar: Acontecer

  • Rolê: PasseioRolê: PasseioRolo: EncrencaRolo: Encrenca

  • Roncar: Dormir profundamente

  • Roncar: Dormir profundamente

  • Ronco: Sono profundo

  • Ronco: Sono profundo

  • Roubada: Encrenca

  • Roubada: Encrenca

  • Ruído: BagunçaRuído: BagunçaSabe: CienteSabe: Ciente

  • Sabendo: Ciente

  • Sabendo: Ciente

  • Sacana: Desonesto

  • Sacana: Desonesto

  • Sacanagem: Trapaça

  • Sacanagem: Trapaça

  • Safado: Desonesto

  • Safado: Desonesto

  • Sangrar: Machucar

  • Sangrar: Machucar

  • Sapatear: Dançar

  • Sapatear: Dançar

  • Saravá: Cumprimento

  • Saravá: Cumprimento

  • Sarrafo: Xingamento

  • Sarrafo: Xingamento

  • Sarreco: SorteSarreco: Sorte

  • Se liga: Preste atenção

  • Se liga: Preste atenção

  • Se pique: SaiaSe pique: Saia

  • Sem chão: Surpreso

  • Sem chão: Surpreso

  • Sem galho: Tudo certo

  • Sem galho: Tudo certo

  • Sem grana: Sem dinheiro

  • Sem grana: Sem dinheiro

  • Sem jeito: Constrangido

  • Sem jeito: Constrangido

  • Sem treta: Sem problemas

  • Sem treta: Sem problemas

  • Sem-vergonha: Desonesto

  • Sem-vergonha: Desonesto

  • Ser o fiel da balança: Ter influência

  • Ser o fiel da balança: Ter influência

  • Ser o pato da vez: Ser enganado

  • Ser o pato da vez: Ser enganado

  • Serra-serra: Ficar indeciso

  • Serra-serra: Ficar indeciso

  • Serrado: Enganado

  • Serrado: Enganado

  • Serrote: Indeciso

  • Serrote: Indeciso

  • Serviço: Problema

  • Serviço: Problema

  • Sete dias: Muitos dias

  • Sete dias: Muitos dias

  • Show: Excelente

  • Show: Excelente

  • Só você na fita: Único

  • Só você na fita: Único

  • Sob encomenda: Com facilidade

  • Sob encomenda: Com facilidade

  • Socar: BaterSocar: Bater

  • Sofrer o pão que o diabo amassou: Passar por dificuldades

  • Sofrer o pão que o diabo amassou: Passar por dificuldades

  • Soltar a franga: Se divertir

  • Soltar a franga: Se divertir

  • Soltar o veneno: Falar mal de alguém

  • Soltar o veneno: Falar mal de alguém

  • Soltar o verbo: Falar abertamente

  • Soltar o verbo: Falar abertamente

  • Sorrir à toa: Estar feliz

  • Sorrir à toa: Estar feliz

  • Suave: Tudo bem

  • Suave: Tudo bem

  • Sujar a mão: Trabalhar

  • Sujar a mão: Trabalhar

  • Surpresa: Desagradável

  • Surpresa: Desagradável

  • Tá aberto: Está acontecendo

  • Tá aberto: Está acontecendo

  • Tá amarrado: Não vai dar certo

  • Tá amarrado: Não vai dar certo

  • Tá bem ciente: Estar bem informado

  • Tá bem ciente: Estar bem informado

  • Tá bem escovado: Estar bem vestido

  • Tá bem escovado: Estar bem vestido

  • Tá colado: Está junto

  • Tá colado: Está junto

  • Tá de calundu: Está zangado

  • Tá de calundu: Está zangado

  • Tá de cara: Está bravo

  • Tá de cara: Está bravo

  • Tá na bica: Está para acontecer

  • Tá na bica: Está para acontecer

  • Tá no ar: Está acontecendo

  • Tá no ar: Está acontecendo

  • Tá pegando: Está difícil

  • Tá pegando: Está difícil

  • Tá sabendo: Estar ciente

  • Tá sabendo: Estar ciente

  • Tá sabido: Estar ciente

  • Tá sabido: Estar ciente

  • Tá valendo: Está de acordo

  • Tá valendo: Está de acordo

  • Tá vendo: Estar ciente

  • Tá vendo: Estar ciente

  • Talaricar: Ficar com a namorada de um amigo

  • Talaricar: Ficar com a namorada de um amigo

  • Taloco: Pancada

  • Taloco: Pancada

  • Tapa: BeijoTapa: Beijo

  • Tapar o sol com a peneira: Esconder a verdade

  • Tapar o sol com a peneira: Esconder a verdade

  • Tarado: Interessado

  • Tarado: Interessado

  • Tatuagem: Cicatriz

  • Tatuagem: Cicatriz

  • Táxado: Cansado

  • Táxado: Cansado

  • Teje preso: Preste atenção

  • Teje preso: Preste atenção

  • Tempestade em copo d’água: Exagero

  • Tempestade em copo d’água: Exagero

  • Ter coragem de soltar pipa de cerol: Ser ousado

  • Ter coragem de soltar pipa de cerol: Ser ousado

  • Ter o rei na barriga: Ser arrogante

  • Ter o rei na barriga: Ser arrogante

  • Ter os olhos grandes: Ser ambicioso

  • Ter os olhos grandes: Ser ambicioso

  • Ter sangue de barata: Ser calmo

  • Ter sangue de barata: Ser calmo

  • Tirar o corpo fora: Evitar responsabilidades

  • Tirar o corpo fora: Evitar responsabilidades

  • Tirar o time de campo: Desistir

  • Tirar o time de campo: Desistir

  • Tirar uma soneca: Cochilar

  • Tirar uma soneca: Cochilar

  • Tô à toa: Sem fazer nada

  • Tô à toa: Sem fazer nada

  • Tô pouco me lixando: Não me importo

  • Tô pouco me lixando: Não me importo

  • Tô vendo: Estar ciente

  • Tôque-tôque: Insistência

  • Tôque-tôque: Insistência

  • Tôque: Insistência

  • Tôque: Insistência

  • Tôretto: Falar demais

  • Tôretto: Falar demais

  • Trem bão: Coisa boa

  • Trem bão: Coisa boa

  • Trem ruim: Coisa ruim

  • Trem ruim: Coisa ruim

  • Trem: CoisaTrem: Coisa

  • Trocar uma ideia com Deus: Rezar

  • Trocar uma ideia: Conversar

  • Tu tem bala?: Você está bem?

  • Turma do barulho: Grupo animado

  • Um bocado: Muitos

  • Um monte: Muitos

  • Um saco: Muito chato

  • Vaca: Pessoa fofoqueira

  • Vai por mim: Acredite em mim

  • Vamo que vamo: Vamos lá

  • Vapt-vupt: Rápido

  • Vazar: Ir embora

  • Vê se pode: Incrível

  • Véi do céu: Expressão de surpresa

  • Véi na moral: Amigo, a sério

  • Véi, cê tá de sacanagem: Não acredito

  • Véi: AmigoVéio: Amigo

  • Vender o peixe: Se autopromover

  • Vida boa: Situação confortável

  • Vida louca: Estilo de vida agitado

  • Vim de lá: Não sei

  • Virada: Festa

  • Vixe Maria!: Expressão de surpresa

  • Vou catar coquinho: Vou embora

  • Vou me dar o luxo: Vou descansar

  • Vou te falar: Vou te contar

  • Xavecada: Cantada

  • Xaveco: Cantada

  • Xingo: Xingamento

  • Xô, praga!: Fora, pessoa desagradável!

  • Xô: Fora

  • Zé-roela: Pessoa sem importância

  • Zé-ruela: Pessoa sem importância

  • Zé: Pessoa comum

  • Zoado: Cansado

  • Zoeira: Brincadeira

  • Zoiudo: EspertoZona: BagunçaZonza: Tonta

  • Zuéra: Brincadeira

  • Zum-zum-zum: Fofoca

  • Zunhada: Xingamento

  • Zureta: Desorientado

Navegamos pelas maravilhosas expressões da Bahia, de "Vou catar coquinho" a "Zureta", de "Vou me dar o luxo" a "Zureta", cada termo é uma parte única da riqueza linguística que expressa a alegria, autenticidade e vivacidade desse estado vibrante. Compartilhe essas expressões com amigos e familiares para enriquecer suas conversas e permitir que a essência da Bahia brilhe em todas as suas interações. Axé!

5.856 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page