top of page
  • logo zap branca
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • reservas bem bahia
  • email
Marca Rede Bem Bahia Hotéis.png
logo site branco.png
001 - logo 2022 - hotel porto dourado BRANCO.png
Whatsapp Rede Bem Bahia
  • Foto do escritorFamília viajante

O Poder Turístico de "Você Já Foi à Bahia?" - Um análise opinativo do filme da Disney

Atualizado: 28 de ago. de 2023


No cenário de uma América Latina marcada por regimes ditatoriais e interesses geopolíticos, o filme "Você Já Foi à Bahia?" emerge como uma representação singular do poder turístico da sétima arte. Ao adentrar o universo do carismático Pato Donald, o espectador é conduzido a uma jornada de descoberta cultural e geopolítica, explorando as complexidades e belezas da América Latina.


Lançado em 1942, o longa se insere em um contexto em que Walt Disney percebe a necessidade de expandir os laços de amizade e influência dos Estados Unidos para países vizinhos, especialmente nas Américas Central e do Sul. Diante da II Grande Guerra e do panorama geopolítico tenso, a estratégia de estabelecer relações sociopolíticas e culturais através da tela do cinema se revela astuta.


A sequência de "Alô, Amigos", em "Você Já Foi à Bahia?", focaliza no carismático Pato Donald, que recebe presentes de amigos latino-americanos. Essa narrativa intrincada, que abandona a divisão em curtas-metragens, leva o público a uma exploração das culturas da região, guiada pelas aventuras de Donald.

Ao desvendar a cultura brasileira, representada nos trejeitos malandros de Zé Carioca e nas cores vibrantes que retratam a fauna e flora do país, o filme exala uma aura de "exportação".


A figura de Carmen Miranda e a exaltação da Aquarela do Brasil evocam uma visão idealizada do território, alinhada aos interesses geopolíticos da época.


As praias de águas douradas e o coco balançando ao vento são detalhes que mergulham o espectador no clima tropical da Bahia. O samba ressoa pelas ruas, enquanto a capoeira desenha movimentos ágeis e fluidos. A presença das baianas, com sua tradição e simbolismo, pontua a rica herança cultural.

Assim como na mudava na Baixa do Sapateiro de Ary Barroso, a Bahia não sai do pensamento, uma melodia que ecoa ao longo do filme. E quando Carmen canta "O que é que a baiana tem", ela traz à tona a essência da mulher baiana, cheia de graça e mistério, personificando o espírito único da região.


Com quase noventa minutos de duração, "Você Já Foi à Bahia?" transcende o entretenimento para se tornar uma visão documentarista, explorando elementos da cultura e da história. A narrativa fluida e a estética atrativa unem o Brasil e o México, com a introdução de Panchito, consolidando uma experiência transcontinental.


Em última análise, o filme não apenas estabelece laços entre nações e culturas, mas também evidencia o poder do cinema como instrumento de influência, reflexão e educação. Mesmo ancorado no contexto geopolítico da década de 1940, "Você Já Foi à Bahia?" permanece como uma pérola esquecida da Disney, que transporta os espectadores em uma viagem de amizade, cultura e diversão, imersos na poesia das praias, no balanço do samba e na magia das baianas.


Marcando um feito histórico, "Você Já Foi à Bahia?" foi o primeiro filme 100% turístico produzido em prol do Brasil. Ele apresentou ao mundo as maravilhas do país, desde o icônico Cristo Redentor até as deslumbrantes belezas naturais e a rica cultura local. Através dessa obra cinematográfica, a Disney consolidou-se como um veículo de exploração turística, conduzindo espectadores em uma jornada inesquecível pelo território brasileiro.

114 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page