top of page
  • logo zap branca
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • reservas bem bahia
  • email
Marca Rede Bem Bahia Hotéis.png
logo site branco.png
001 - logo 2022 - hotel porto dourado BRANCO.png
Whatsapp Rede Bem Bahia
  • Foto do escritorFamília viajante

Porto Seguro: Um Modelo de Crescimento e Inovação no Turismo Nordestino



Porto Seguro brilha como uma joia reluzente no epicentro do turismo contemporâneo do Nordeste e se destaca notavelmente no cenário turístico nacional. Suas praias serenas e a profunda ligação com os primórdios do Brasil conferem-lhe o status de principal atração do Nordeste e a terceira mais procurada e vendida em todo o país, sendo também o terceiro maior polo turístico do Brasil. A cidade ostenta também a terceira maior taxa diária média entre os destinos avaliados, refletindo sua aura inegável de exclusividade e charme. Essa ascensão sólida do município do extremo sul baiano no cenário turístico é respaldada por dados reveladores da Omnibees, uma empresa especializada em soluções tecnológicas para a indústria hoteleira. Com mais de 5.000 clientes em todo o Brasil, a Omnibees coleta e analisa informações abrangentes relacionadas à indústria hoteleira, incluindo reservas, ocupação, preços de diárias e comportamento dos hóspedes.


Comparando Porto Seguro com outros destinos turísticos notáveis, como o Rio de Janeiro, líder com 31.102.853 pesquisas, e São Paulo, com 17.986.300 pesquisas, o município se destaca não apenas por suas atrações naturais e culturais, mas também por sua gestão e estratégia proativas. A capital carioca, mantendo 50% dos leitos disponíveis em seus 326 hotéis, lidera tanto em pesquisas quanto em vendas, ocupando o segundo lugar em número de hotéis e leitos. Já a metrópole paulista, ocupa a segunda posição em pesquisas e vendas, com 57% dos leitos ainda disponíveis em seus 447 hotéis e liderando em unidades habitacionais.



Porto Seguro, representando o Nordeste, assume a terceira posição nacional, com 9.297.559 pesquisas e 49% dos leitos dos seus 313 hotéis pesquisados já vendidos, destacando-se com a terceira maior diária média (R$855,00) entre os destinos analisados. Armação dos Búzios e Salvador completam o top 5 com 8.646.839 e 8.248.574 pesquisas e resultados de vendas, respectivamente. O primeiro possui 54% dos leitos disponíveis entre os 309 hotéis, enquanto a capital baiana detém uma oferta de 65% em seus 113 hotéis.


As médias de diárias nestes destinos são de R$875,00 e R$455,00, delineando uma ampla gama de opções para os visitantes.

Além disso, os números revelam informações adicionais sobre o comportamento do consumidor turístico em diferentes destinos. Florianópolis registra 7.486.475 pesquisas, com 58% dos leitos disponíveis em 207 hotéis e uma média de diária de R$917,00. Maceió conta com 7.228.793 pesquisas, 50% dos leitos disponíveis em 136 hotéis e uma média de diária de R$593,00. Natal apresenta 7.127.563 pesquisas, com 67% dos leitos disponíveis em 136 hotéis e uma média de diária de R$629,00. Foz do Iguaçu possui 6.726.490 pesquisas, leitos em 109 hotéis com 61% disponíveis e uma média de diária de R$556,00.



No que tange à estadia média, temos 5,6 dias em Búzios, 5,2 dias em Porto Seguro e Maceió, 5,1 dias em Florianópolis e Natal, 5,7 dias no Rio de Janeiro, 4,3 dias em Salvador, 4 dias em São Paulo e 3,5 dias em Foz do Iguaçu, proporcionando uma visão abrangente das preferências dos visitantes em relação à duração de sua estadia em cada destino.


O feito monumental não é mero acaso, mas sim o resultado de um meticuloso trabalho estratégico liderado por diversas entidades e atores do trade turístico regional, composto por 30 hoteleiros representando cerca de 40 hotéis dos quase 350 existentes, juntamente com os principais receptivos da cidade - a exemplo da Coconut Experience, Grupo AR, Grupo Top + Receptivos, Taípe Receptivos e Yes Receptivo, desempenhou um papel fundamental. Eles demonstraram dedicação incansável, marcando presença em todas as principais feiras de turismo nacionais e duas internacionais, sendo uma na Europa e outra na Argentina, com estandes próprios.



Já as operadoras de turismo também desempenharam um papel crucial, com ações proativas notáveis, a exemplo dos feirões e blitz de visitações promovidos pela Azul Viagens, CVC e Viagens Promo, além de outras ações específicas das demais operadoras: Diversa, FRT, Cativa, Orinter, Soul Traveler, Viajar Barato, Tbo Holidays, Best Buy, Orange, Visual e Trend. Todos esses esforços conjuntos solidificaram a posição de Porto Seguro como um dos principais destinos turísticos do Brasil, resultado de trabalho árduo, estratégico e colaborativo.


Em grande parte, este sucesso é também resultado do apoio eficaz da atual gestão municipal, liderada pelo prefeito Jânio Natal e seu vice-prefeito, que também atua como secretário de turismo e de saúde, Paulo Onishi. Eles contam com o suporte do Secretário Adjunto de Turismo, Guto Jhones, e da superintendente de Turismo, Aline Rodrigues, que desempenham papéis cruciais na promoção do turismo local. Além de fornecerem capacitação para agentes de viagens, eles também são responsáveis pela concepção e organização da participação nos eventos em que Porto Seguro atuou, criou ou patrocinou com estandes próprios.



É importante destacar que o financiamento dessas iniciativas é proveniente do Conselho Municipal de Turismo de Porto Seguro, que utiliza receitas da taxa do Recife de Fora, da entrada do portal da cidade e do saldo existente da colaboração anterior do AirBNB e do CVTS. Este conselho é composto por diversos membros, incluindo representantes de associações representativas como ABIH, CDL e Brasil Total Receptivos, órgãos como SENAC e Sebrae, representantes da Câmara de Vereadores, do Sindesul e dos guias de turismo, entre outros. O presidente do conselho é o vice-prefeito, e o grupo mantém o poder de voto independente da decisão da prefeitura, garantindo uma abordagem colaborativa e eficaz na promoção do turismo local.


No entanto, em meio a essa tapeçaria de dados, emerge uma peculiaridade intrigante e um convite à reflexão mais profunda: Gramado, conhecido por sua vibrante atmosfera, especialmente durante a temporada natalina, ausenta-se notavelmente dos nove destinos mais pesquisados e vendidos. Este fenômeno desafia pressupostos e paradigmas preexistentes, apresentando um intrigante domínio para a exploração de como os hábitos de viagem e as preferências dos turistas, tanto nacionais quanto internacionais, estão se metamorfoseando no contexto turístico brasileiro. Será que o apelo das praias, extensão territorial, a busca pelo Nordeste e, em especial, a cultura baiana com rica variedade de conteúdos históricos, diversidade gastronômica, influências musicais e o sorriso das baianas do acarajé são os grandes diferenciais destes resultados? Pra descobrir só indo a Porto Seguro!




De acordo com as informações fornecidas, o ranking de destinos turísticos no Brasil com base em três categorias: (1) Pesquisas e Vendas, (2) Diária Média (DM) e (3) Tempo Médio de Estadia, para segunda quinzena de Outubro de 2023 até final de janeiro de 2024, segundo Omnibees.


1 - Pesquisas e Vendas


1. Rio de Janeiro

- Pesquisas: 31.102.853

- 50% dos leitos disponíveis

- 326 hotéis


2. São Paulo

- Pesquisas: 17.986.300

- 57% dos leitos disponíveis

- 447 hotéis


3. Porto Seguro

- Pesquisas: 9.297.559

- 51% dos leitos disponíveis

- 313 hotéis


4. Armação dos Búzios

- Pesquisas: 8.646.839

- 54% dos leitos disponíveis

- 309 hotéis


5. Salvador

- Pesquisas: 8.248.574

- 65% dos leitos disponíveis

- 113 hotéis


6. Florianópolis

- Pesquisas: 7.486.475

- 58% dos leitos disponíveis

- 207 hotéis


7. Maceió

- Pesquisas: 7.228.793

- 50% dos leitos disponíveis

- 136 hotéis


8. Natal

- Pesquisas: 7.127.563

- 67% dos leitos disponíveis

- 136 hotéis


9. Foz do Iguacú

- Pesquisas: 6.726.490

- 61% dos leitos disponíveis

- 109 hotéis


2 - Diária Média (DM)


1. Florianópolis: R$917,00

2. Armação de Búzios: R$875,00

3. Porto Seguro: R$855,00

4. Rio de Janeiro: R$816,00

5. São Paulo: R$644,00

6. Natal: R$629,00

7. Maceió: R$593,00

8. Foz do Iguacú: R$556,00

9. Salvador: R$455,00


3 - Tempo Médio de Estadia


1. Rio de Janeiro: 5,7 dias

2. Armação de Búzios: 5,6 dias

3. Porto Seguro e Maceió: 5,2 dias

4. Florianópolis e Natal: 5,1 dias

5. Salvador: 4,3 dias

6. São Paulo: 4 dias

7. Foz do Iguacú: 3,5 dias


Estes são os rankings estruturados conforme as categorias e informações fornecidas.

Comentários


bottom of page