top of page
  • logo zap branca
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • reservas bem bahia
  • email
Marca Rede Bem Bahia Hotéis.png
logo site branco.png
001 - logo 2022 - hotel porto dourado BRANCO.png
Whatsapp Rede Bem Bahia
  • Foto do escritorFamília viajante

A Força das Mulheres na Independência da Bahia: Maria Felipa, Maria Quitéria, Madre Joana Angélica


Na luta pela independência do Brasil, a Bahia se destaca como palco de grandes feitos e heroínas que deixaram sua marca na história. Entre elas, destacam-se Maria Felipa, Maria Quitéria e Madre Joana Angélica, três mulheres corajosas cuja determinação e estratégia foram fundamentais para a vitória. Além disso, uma história singular se entrelaça nesse contexto: as Máscaras de Saubara, um ato de resistência das mulheres negras do Recôncavo Baiano que contribuiu para fortalecer a luta contra as tropas portuguesas.


Maria Felipa, a destemida pescadora negra, tornou-se uma lenda viva na história da Bahia. Com sua visão estratégica e conhecimento das águas do litoral, ela liderou ataques audaciosos contra as embarcações portuguesas. Usando táticas de guerrilha, surpreendeu os soldados invasores, infligindo perdas significativas e minando a moral do inimigo. Sua bravura e astúcia a tornaram um símbolo de resistência, reafirmando o poder da mulher negra na luta pela liberdade.


Maria Quitéria, por sua vez, desafiou os limites impostos às mulheres da época e escreveu seu nome na história como uma das primeiras a se alistar no exército brasileiro. Com sua coragem indomável, ela combateu lado a lado com os soldados independentistas, disfarçada de homem. Sua habilidade no manejo das armas e seu espírito intrépido inspiraram seus companheiros de batalha e demonstraram que o valor não tem gênero. Maria Quitéria se tornou um símbolo de resistência feminina e um exemplo de superação de barreiras.


Madre Joana Angélica foi uma freira que desempenhou um papel crucial na defesa do Convento da Lapa durante o Cerco de Salvador. Ela liderou as freiras e mobilizou o apoio das mulheres da cidade para resistir aos ataques das tropas portuguesas. Sua coragem e determinação inspiraram a todos e sua bravura ficou eternizada na história da Bahia.


Além dessas três guerreiras notáveis, a história da independência da Bahia nos revela um episódio marcante: as Máscaras de Saubara. Durante a guerra, as mulheres negras do Recôncavo Baiano mostraram sua determinação e estratégia ao usar máscaras assustadoras e se disfarçarem como assombrações para burlar a vigilância portuguesa. Elas saíam à noite vestidas de branco, levando mantimentos, medicamentos e vivres aos brasileiros no front de batalha, além de reverem seus familiares. Esse ato corajoso não apenas supria as necessidades dos combatentes, mas também reforçava o ânimo e a determinação de todos em continuar a luta contra os portugueses.


A história da independência da Bahia é marcada pela força dessas mulheres extraordinárias. Suas ações corajosas desafiaram o status quo e reafirmaram o papel fundamental das mulheres na construção de um país mais igualitário.


Vamos celebrar a força das mulheres na Independência da Bahia! Conheça essas histórias incríveis, mergulhe na narrativa de coragem e determinação e se emocione com as conquistas que moldaram nosso país.



1.594 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page